Consórcio: Como ser aprovado no pedido de consórcio

Aprenda conosco como ser aprovado no pedido de consórcio. Essa dúvida, que assola diversos brasileiros, é muito mais comum do que parece. Leia este artigo e saiba mais!

Tanto automóveis quanto imóveis. Esses são os bens mais aguardados por quem quer se sentir minimamente bem sucedido na vida. E existem várias formas de chegar nesses bens.

Um dos mais populares no nosso país é o consórcio. Ele permite um pagamento parcelado sem juros ou à vista com grandes negociações. Assim, o consórcio é um atalho financeiro para atingir o seu sonho.

Há duas formas de ser contemplado em um pedido de consórcio. Na primeira delas, a administradora faz assembleias mensais e você deve se inscrever para ser sorteado. Na segunda, você concorre com outros candidatos ao fazer lances.

Porém, ser contemplado e ser aprovado são coisas diferentes. Você passar por uma etapa não necessariamente significa passar pela outra. Fique atento ao que é necessário para ser aprovado, evitando frustrações futuras:

Assim que você for contemplado pela administradora, você deve informar como a carta de crédito será utilizada. Você comprará sua casa própria? Um carro? Adquirirá um serviço? Informe unidade ou modelo.

Em seguida, você já deve ir atrás dos documentos a serem entregues. Essa documentação será avaliada pela administradora e traz segurança jurídica para a operação. A administradora informará se precisar de informações adicionais ou de atualização dos documentos.

Quando você terminar de prestar informações e entregar os documentos pedidos, você será aprovado e receberá a carta de crédito a ser utilizada.

Qual a documentação necessária para aprovação no consórcio?

Você precisará basicamente de dois tipos de documentos. Eles podem ser complementados pelo que mais a administradora de consórcio pedir.

Mas os que você deve esperar se referem a apresentação de garantias e comprovação de renda. Você precisará de fiador, estar fora do SPC ou Serasa e apresentar declaração de Imposto de Renda.

Caso você seja trabalhador CLT, será necessário comprovar tempo mínimo de 3 meses de serviço.

This entry was posted in Finanças. Bookmark the permalink. Both comments and trackbacks are currently closed.